Fundo Social de Solidariedade

O Fundo Social de Solidariedade de Campina do Monte Alegre foi criado por meio da Lei 007 de 1993. O órgão é ligado ao gabinete do prefeito e tem como principal objetivo atender necessidades e demandas sociais da cidade, atuando de maneira independente ou complementar à Secretaria de Promoção Social.

É administrado por um conselho deliberativo, composto por 13 membros e presidido por uma pessoa da livre nomeação do prefeito.
O Fundo Social tem suas ações custeadas pela administração do município, mas pode também receber doações de pessoas físicas, jurídicas, empresas e de outros órgãos públicos, bem como promover eventos, bazares e similares, para obter recursos para as suas ações filantrópicas ou de capacitação de mão de obra, com foco na geração de emprego, renda e bem-estar social.

Atribuições

Fazer levantamentos das principais necessidades e aspirações da comunidade, em especial das famílias em situação de vulnerabilidade social.

Levantar recursos humanos, materiais financeiros e outros mobilizáveis junto à comunidade, para realizar suas campanhas e jornadas de qualificação, inserção e reinserção no mercado de trabalho, com a missão de garantir autonomia aos assistidos.  

Valorizar, estimular e apoiar as iniciativas da própria comunidade voltadas à solução dos problemas sociais

Promover articulações e atuar integral e harmonicamente com outros órgãos da Prefeitura e outras entidades públicas ou privadas, a fim de ampliar a gama de serviços e campanhas solidárias desenvolvidas no âmbito municipal.